11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

11 vitaminas poderosas para uma pele saudável e bonita

Nossa pele pode sofrer vários problemas quando as vitaminas estão em falta. Descubra as funções desses micronutrientes e saiba onde encontrá-los

Escrito por
Raquel Praconi Pinzon

FOTO: ISTOCK

Você já ouviu falar que a beleza vem de dentro para fora? Esse ditado não existe à toa, e ele vale também quando estamos falando do papel que as vitaminas exercem na nossa pele.

As vitaminas são micronutrientes necessários em pequenas doses, mas que exercem funções fundamentais para o organismo.

Elas são necessárias para a absorção de outros nutrientes, participam da construção e da manutenção dos nossos órgãos e são muito importantes no bom funcionamento do sistema imunológico.

Além dessas funções, as vitaminas são elementos que têm muito a contribuir para a saúde e a beleza da nossa pele. Confira as principais funções desses micronutrientes em relação a esse órgão e saiba quais são os alimentos mais ricos em cada um deles:

Leia também: Pele saudável

Vitamina A
Precursora do retinol e do ácido retinoico, a vitamina A é utilizada no tratamento e na prevenção de cravos e espinhas, além de diminuir a produção de óleo pela pele.

Leia também: 12 alimentos que você deve comer todos os dias

Essa vitamina atua também na compensação dos efeitos negativos causados pela exposição à radiação ultravioleta. Dessa forma, ela contribui para a manutenção da juventude da pele. Essa propriedade é reforçada pelo aumento do fluxo sanguíneo para a pele, aumentando o aporte de nutrientes.

Vitamina B2
A deficiência de vitamina B2 pode levar ao ressecamento da pele, especialmente nos cantos da boca, e também à dermatite seborreica, que atinge o couro cabeludo, a região ao redor do nariz, a boca e o queixo.

Por melhorar a circulação e ajudar a fornecer mais oxigênio e nutrientes para a pele, essa vitamina ajuda a combater as olheiras e as linhas de expressão.

Vitamina B3
Por ter ação anti-inflamatória, a vitamina B3 ajuda a combater a acne e reduz a produção de óleo pela pele. Ainda, ela melhora a barreira que impede a perda de água, mantendo a cútis mais hidratada.

Ao melhorar a pigmentação e a vermelhidão, essa vitamina também ajuda a controlar os sintomas da rosácea. Por fim, ao contribuir para a recuperação dos danos causados pelos radicais livres e pela radiação ultravioleta, ela também ajuda a prevenir o câncer de pele.

Leia também: 4 vitaminas e minerais essenciais para ter pele e cabelos bonitos

Vitamina B5
Ajuda a combater os sinais do envelhecimento, como linhas de expressão e manchas, além de manter a pele hidratada e com os poros saudáveis.

Por apresentar propriedades anti-inflamatórias, essa vitamina reduz a coceira causada por picadas de insetos e pequenos ferimentos.

Vitamina B6
Essa vitamina atua como uma coenzima em diversos processos do organismo, incluindo a metabolização das proteínas. Dessa forma, ela contribui para manter a uniformidade da pele e a regulação dos hormônios.

Além disso, ela é um excelente aliado no tratamento de problemas de pele como ressecamento, eczema e acne.

Vitamina B7
Também conhecida como biotina, essa vitamina colabora com o processo de absorção das outras vitaminas do complexo B pelo intestino. Assim, ela ajuda a tratar dermatite seborreica, eczema e coceiras.graxo

Leia também: O poder da vitamina D: 17 fatos que você precisa saber

Um dos efeitos da vitamina B7 é estimular a produção de ácidos graxos, essenciais para a hidratação da pele.

Vitamina C
Essa vitamina importantíssima atua como cofator nas reações do organismo, inclusive na síntese de colágeno, responsável pela firmeza e pela elasticidade de pele.

Por atuar reduzindo a produção de melanina, essa vitamina é utilizada em produtos tópicos para suavizar manchas escuras na pele. Além disso, ela tem propriedades antioxidantes e combate os efeitos nocivos do sol.

Vitamina D
Além de facilitar a absorção de cálcio pelo organismo, a vitamina D ajuda a recuperar a barreira de proteção cutânea, favorece a renovação celular, melhora a textura da cútis e estimula a produção de colágeno.

Dessa forma, essa vitamina age como um elemento de prevenção ao envelhecimento, ajudando também a suavizar os sinais da passagem do tempo.

Leia também: Vitamina B12: conheça os benefícios que ela pode trazer para sua vida

Vitamina E
Por ter propriedades antioxidantes, a vitamina E ajuda a reparar danos na pele causados pelos radicais livres. Assim, ela promove uma manutenção do colágeno, mantendo a firmeza da pele e evitando o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Além disso, a vitamina E ajuda a proteger a pele de queimaduras solares, evitando o surgimento de manchas. Ela também é usada em produtos tópicos para clarear esses sinais.

Vitamina F
Também conhecida como ácido linoleico, a vitamina F ajuda a manter a pele saudável e viçosa. Sua deficiência pode levar ao surgimento de acne e eczema.

Ela também atua no processo de cicatrização, favorecendo a regeneração das células da epiderme.

Vitamina K
Essencial para a coagulação, a vitamina K também colabora para que a pele se mantenha jovem por mais tempo.

Isso acontece porque essa vitamina aumenta a elasticidade da pele, reduzindo as rugas e as linhas de expressão. Além disso, ela ajuda a reduzir as olheiras quando aplicada na forma tópica.

A melhor forma de garantir o aporte diário recomendado de vitaminas é mantendo uma alimentação saudável, com uma boa variedade de vegetais e fontes de proteínas.

Quanto mais colorido for o seu prato, mais vitaminas diferentes você vai ingerir. Sua pele certamente agradece esse cuidado.

COMO TRATAR ASSADURAS (E ALGUMAS POMADAS TESTADAS)

COMO TRATAR ASSADURAS (E ALGUMAS POMADAS TESTADAS)

O Léo teve alguns episódios de assadura memoráveis. E para minha tristeza, está passando por outro desses. Como ele tem APLV, vira e mexe a gente introduz algum alimento que irrita o intestino mais sensível dele e aí a bagunça está feita. Ou então já teve o caso dele ter que consumir antibiótico por um período e também ficar com o intestino mais solto. Enfim, motivos diversos que levam a assaduras bem difícieis de tratar.

Desde sábado à tarde, o bichinho está fazendo muito cocô e aí o bumbum, que por mais que a gente cuide não tem jeito, está super assadinho. De dar dó ao limpar. De cortar o coração.

O que eu estou fazendo é tentar descobrir com o pediatra a causa da diarréia, para tratar, e cuidando da assadura para ver se ela melhora o quanto antes ou para, pelo menos, não piorar.

Leia também: Hipoglós preço

Bom, mas nessas minha experiências de assaduras punk eu aprendi alguns macetezinhos que hoje trago aqui para vocês. Não tem nenhum segredo de outro mundo, são todas coisas que são de conhecimento popular, mas é sempre bom a gente rever para o caso de uma emergência aparecer (o que não é nada raro em se tratando de assaduras).

Bom, vamos às coisas que ajudam no tratamento de assaduras:

Fugir dos lenços umedecidos, pois os produtos utilizados na sua composição podem piorar o machucado (detalhe: é bom fugir dos lenços umedecidos em qualquer situação. Crianças com pele mais sensível podem ter assadura pelo uso contínuo do lenço. Ou seja, o lenço pode não só piorar como causar a assadura ou até uma alergia).

Dar prioridade para limpar o bumbum do bebê com água e sabão exclusivamente (sabão para uso infantil e em muito pouca quantidade), na banheira, chuveiro ou pia. Apenas passando água e o sabão tem menos atrito do que passando algodão com água e isso ajuda a amenizar a irrtação. Mas no caso desse tipo de limpeza não ser possível (você estando for de casa, por exemplo), utilize o algodãozinho com água sem peso na consciência, pois ele é muito melhor que os lenços umedecidos.

Seque bem a pele do bebê após a limpeza. Uma dica é secar com secador de cabelo, numa potência fraquinha e com o ar frio, para não machucar. Se você limpar super bem o bumbum do pequeno, mas deixá-lo úmido, a assadura não melhora (e pode até piorar). Se o secador não for viável, vá encostando devagar uma fraldinha bem macia em cima, para absorver o excesso de umidade (é encostar, não esfregar, viu!).

Mantenha a área sempre seca e livre de cocô. Não tem jeito, quando há assadura, as trocas tem que ser mais frequentes, muito mais frequentes. Cocô deixado na área é um veneno para a assadura, tem que tirar no instante que o bebê fizer ou assim que você perceber. O xixi também irrita, então o quanto mais você trocar a fralda, melhor. Só que no ato da troca tem que tomar os cuidados acima, para não irritar em vez de ajudar.

Se possível, deixe seu filho sem fralda por um tempo. Assim, a pele consegue “respirar” um pouco, não fica abafada e úmida, e o problema pode ser resolvido com mais rapidez.

Use produtos adequados para o tratamento de assaduras (que normalmente são feitos à base de óxido de zinco, vitainas A e D, lanolina, calêndula e óleos). Há vários produtos no mercado que ajudam no tratamento de assaduras. Eu testei alguns aqui em casa e vou deixar abaixo a minha opinião. Não é uma verdade plena e absoluta, porque como já estou careca de dizer, cada bebê é um bebê, mas optei por compartilhar a minha experiência, daquilo que funcionou e não funcionou aqui, porque talvez possa ajudá-las.

Hipoglós: testei a versão normal e não gostei muito. Achei o cheiro forte e difícil de espalhar. Como o Léo tem a pele super sensível, achei que ela não protegeu direito e acabou deixando ele ficar vermelhinho.

Bepantol: comprei de tanto ouvir falar que ela é ótima. De cara, gostei da consistência, ela me deu a impressão de fixar bem e não era difícil de passar. Só que como testei quando o Léo estava bem assado, o resultado não foi legal. Não vi melhora nenhuma. Mas é o que eu digo: aqui em casa não funciou, mas há uma legião de mães super fãs do produto. Eu prefiro não utilizar mais. Pontos negativos: ela é cara (a bisnaga com 30g sai em torno de 17 reais) e a embalagem não é prática (é daquelas tampinhas de tirar e por, e essa da Bepantol é mais chatinha de colocar de volta que as demais que testei).

Desitin Rapid Relif: essa pomada não vende no Brasil, mas eu trouxe lá de fora e é a pomada que eu sempre usei com o Léo no dia a dia. Eu sempre a achei excelente, porque ela ajuda mesmo a evitar assaduras, mas nos períodos de crise, quando o cocô dele parece resíduo de uma usina nuclear, ela não foi muito boa, ou seja, não resolveu o problema.

Ainda, existe a versão de tratamento dela, que dizem ser excelente para esses casos, que é a Desitin Maximum Strengh (do pote roxo, a de uso diária é a do pote azul), mas essa nunca testei (como é uma das mais vendida nos EUA para os casos de tratamento de assadura, um dia ainda quero experimentá-la para tirar a prova). Pontos negativos: a versão de prevenção não funciona no tratamento de assaduras super fortes (as simplesinhas sim) e não vende no Brasil (mas comprando lá fora o preço é ótimo). Ah! As opções de embalagem também são ótimas: a pomada é super fácil de abrir e fechar (tampa não precisa ser retirada, é só abri-la puxando para cima) e tem também a versão potão, que dá para deixar na gaveta e pegar com facilidade quando precisa.

Creme para assaduras da Weleda: num dos momentos de desespero, de assaduras históricas, resolvi experimentar e gostei muito. De todas as testadas, foi a que funcionou melhor. Hoje eu sempre tenho uma bisnaguinha dela em casa e passo à noite ou quando a assadura começa a aparecer (deixo a Desitin para prevenção, pois a Weleda é salgadinha e aí não tem bolso que aguente usar sempre). Pontos negativos: é cara (a bisnaga de 75ml gira em torno de 24 a 30 reais) e eu não acho a embalagem das melhores (tem tampa de rosquear, o que eu não gosto).

Dersani Baby: é um óleo para assaduras. Como é óleo, eu não acho muito prático de usar no dia a dia (faz uma meleca danada), mas quando o Léo está assado, acho até mais fácil, pois aí não fricciona na hora de aplicar e ele não reclama tanto. Testei em um dos episódios de assadura forte e tive a impressão de que ajudou bastante. Pontos negativos: por ser óleo, não é pratica de aplicar no dia a dia, e também não é das opções mais baratas (a embalagem de 50mls fica em torno de 14 reais).

OUTRAS DICAS IMPORTANTES PARA O TRATAMENTO DE ASSADURAS
Fale sempre com o seu pediatra:
Seu filho teve uma assadura daquelas feias, de assustar mesmo? Vale a pena ligar para o pediatra e ver o que ele indica fazer ou se vocês conseguem descobrir juntos a causa do problema. Muitas vezes, não adianta você tratar a assadura se não agir sobre a causa dela, ou seja, aquilo que está causando a diarréia. Ainda, há casos em que a assadura evolui para probleminhas mais sérios, como uma candidíase ou uma infecção bacteriana (falo mais sobre isso abaixo), aí não tem muito como escapacar, você precisa falar com o pediatra.
Ainda, muitas mamães costumam utilizar pomadas a base de Nistatina e Óxido de Zinco, que funcionam super bem para assaduras. Entretanto, como essa pomada é considerada um medicamento, eu optei por não inseri-la na lista de pomadas e cremes acima, mas aqui, junto com a indicação de que um pediatra deverá ser consultado antes do uso da mesma.

Evite a assadura:
Melhor do que tratar a assadura é evitá-la. Para isso, há algumas dicas básica.

Faça troca de fraldas constantes, não deixando o bebê com cocô nunca e sujo de xixi pelo menor tempo possível (as fraldas absorvem o xixi, mas a área continua um pouco úmida).
Evite oferecer para ele alimentos que você sabem que soltam demais o intestino dele ou que deixam o cocô dele mais ácido.
POR QUE É IMPORTANTE EVITAR/TRATAR A ASSADURA
Primeiramente porque ela é um incômodo super desagradável para o bebê, que o deixa irritado e interfere até no sono e na alimentação. E depois porque se a assadura não for tratada, ela pode virar um problema mais sério, como uma micose (ex: candidíase) ou uma infeção bacteriana. As micoses causadas pela cândida são mais comuns em bebês que estejam tomando antibióticos (o Léo teve isso), pois esses medicamentos atacam também as bactérias boas que evitam a proliferação de fungos. A micose causada pela cândida começam com pontinhos vermelhos e se proliferam até formar uma placa vermelha (aconteceu exatamente assim com o Léo e foi bem rápido).

Já as infecções causadas por bactérias provocam o surgimento de placas amarelas e espinhas de ponta amarela e podem causar febre. Fonte: site BabyCenter

Nesses dois casos específicos, assim que forem detectados os sintomas (pontinhos vermelhos e placas ou espinhas amarelas) o pediatra deve ser contatado imediatamente, pois os cremes e pomadas tradicionais para assadura não tratam o problema.

E, de qualquer forma, sempre que você estiver desconfortável com a assadura do seu bebê, contate o pediatra e veja o que ele indica fazer. Ele é SEMPRE a pessoa mais indicada para você recorrer quando sugir qualquer dúvida relativa a saúde do seu filhote.

10 máscaras faciais de até R$ 37 para você fazer um spa em casa

10 máscaras faciais de até R$ 37 para você fazer um spa em casa Tem pra remover cravos, diminuir manchas

rejuvenescer a pele…
Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Poucas coisas são tão relaxantes quanto acender uma vela cheirosa, colocar um roupão fofinho, dar o play numa música relaxante e aplicar uma máscara facial.

Leia também: Máscara de pepino fazer

Seja para fazer aquele detox power (a pele sofre com o excesso de maquiagem, viu?), para remover os cravos ou dar um up na elasticidade do rosto, há opções mil – e bem acessíveis! – para você montar um spa caseiro. A seguir, reunimos 10 opções baratinhas de R$ 12 até R$ 37 para comprar e aplicar hoje mesmo. De nada!

+ 7 receitas de máscaras faciais para você fazer em casa
+ Descubra as máscaras faciais favoritas das celebridades
+ Coreia calling! Mais de 10 máscaras faciais poderosas e divertidas entre nós

PARA UM DETOX NA PELE…

(Foto: )
Máscara Facial Detox Argila Pura Matificante, L’Oréal Paris, R$ 36,90: purifica e remove as impurezas! Compre aqui.

(Foto: )
Máscara Facial em Lenço Detox, The Beauty Box, R$ 32: para deixar a pele purificada, hidratada, saudável e iluminada! À venda aqui.

PARA REDUZIR A OLEOSIDADE…

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara de Limpeza Facial Korres Pomegranate, Korres, R$ 34,90: absorve o excesso de oleosidade e remove as impurezas da pele. Compre aqui.

Máscara facial (Foto: Divulgação)
Máscara Negra Facial com Minerais Clearskin, Avon, R$ 17,99: remove a oleosidade dos poros obstruídos agindo como um ímã! Compre aqui.

PARA COMBATER AS MANCHAS…

Máscara facial (Foto: Instagram/Reprodução)
Máscara Facial Clareadora Wild Rose, Korres, R$ 34,90: repara as marcas escuras e uniformiza o tom da pele. Compre aqui!

+ Top 5 de beleza: máscara facial é “o” produto 1001 utilidades do skincare
+ Já queremos a máscara facial de R$ 15 da Bruna Marquezine
+ Máscara facial é o produto do momento no skincare; encontre a sua

PARA ELIMINAR OS CRAVOS…

Máscara facial (Foto: Divulgação)
Máscara Facial Removedora de Cravos Clearskin, Avon, R$ 12,99: remove cravos, impurezas, oleosidade e sujeira da pele. À venda aqui.

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Esfoliante 3 Em 1 Neo Essens, Eudora, R$ 19,99: combate e previne cravos e espinhas, interrompendo o ciclo de formação da acne. Compre aqui!

PARA REJUVENESCER A PELE…

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Anti-Idade Facial Collagen, Dermage, R$ 12: auxilia na formação de colágeno, melhorando a elasticidade, a luminosidade e maciez da pele. Compre aqui!

Máscara facial (Foto: Reprodução)
Máscara Facial Orquídea, Sephora, R$ 34: combate o aparecimento de rugas e sinais de envelhecimento, deixando a pele mais firme! Compre aqui.

Biotina x Calvície: uma solução para a queda de cabelo?

Biotina x Calvície: uma solução para a queda de cabelo?

Em 2013, uma matéria publicada no caderno Ciência e Saúde do portal UOL registrava que, de acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo (SBEC), a calvície já vinha afetando nada menos do que 42 milhões de cidadãos. E, de lá para cá, tendo-se em vista as estimativas de queda de cabelo em homens e mulheres, não é de se admirar que, principalmente na internet, circulem cada vez mais divulgações a respeito de inúmeros produtos e/ou técnicas destinados a combater o problema. Aliás, este é o caso da biotina, uma das alternativas que, mais recentemente, vêm despertando bastante interesse entre os internautas.

Embora as pesquisas e os resultados nos mecanismos de busca tenham ganhado maior evidência no último ano, a biotina é uma vitamina sobre a qual já falamos em um artigo publicado aqui no blogue em 2014, intitulado “O papel da alimentação no combate à calvície”. Conforme registramos nessa ocasião, trata-se, na verdade, da vitamina H (ou, ainda, vitamina B7 ou vitamina B8), que merece especial destaque por ser particularmente benéfica para a saúde dos cabelos. Além disso, a biotina também atua de forma determinante na produção de queratina no nosso organismo, que é o principal componente do fio.

Leia também: Biotina

Encontrada, por exemplo, no levedo de cerveja, na soja, em grãos integrais e leguminosas, no leite, na carne vermelha e em frutas, a biotina é um nutriente essencial para o crescimento das células (e, consequentemente, para o próprio crescimento e desenvolvimento do folículo piloso), de modo que a sua carência altera o ciclo capilar, podendo prolongar o tempo da queda.

Pertencente à família do Complexo B, trata-se ainda de uma vitamina classificada como “hidrossolúvel”, já que a sua absorção no organismo ocorre na presença de água.

“Mas, para a saúde dos fios, qual a quantidade de biotina que deve ser ingerida diariamente?”
Para a saúde em geral, a ingestão recomendada de biotina é de cerca de 30 mcg/dia para adultos e de 20 a 25 mcg/dia para jovens. Contudo, mais do que a ingestão de alimentos que contenham biotina, o que os especialistas recomendam é a adoção de uma alimentação saudável e balanceada, de modo que outras vitaminas do complexo B possam ser consumidas.

Já no que diz respeito à suplementação de biotina, vale lembrar que a prescrição cabe ao especialista (um nutricionista, nutrólogo ou dermatologista), conforme a necessidade seja identificada. Nesse caso, a prescrição costuma ser de 5 a 10 mg de biotina por dia. Com isso, espera-se que ocorra um fortalecimento dos fios e que eles também cresçam mais rapidamente.

“E se houver deficiência ou excesso de biotina no organismo?”
A carência de biotina no organismo não é algo tão comum, considerando-se que há muitos alimentos nos quais ela pode ser encontrada. De todo modo, a deficiência desse tipo de vitamina pode provocar alguns sintomas, como fraqueza nas unhas e nos cabelos, calvície, pele seca e vermelhidão na região do nariz e da boca. Entre outras complicações também associadas à insuficiência de biotina estão a conjuntivite, dermatite esfoliativa, náuseas, vômitos, quadros de anorexia e de depressão.

Já o excesso de biotina só ocorre por meio da suplementação. Todavia, não existem registros de que, em altos níveis, esse nutriente represente um risco à saúde. Além disso, por ser uma vitamina hidrossolúvel, o seu excesso é eliminado por meio da urina.

“A biotina realmente ajuda no combate à calvície?”
Sem dúvida, a biotina é um nutriente da maior importância para a saúde capilar. Não por acaso, essa vitamina está presente na composição de suplementos que já se popularizaram no combate à calvície, como o Eximia Fortalize, o Imecap Hair e o Pill Food. Entretanto, é preciso atenção no que se refere às expectativas acerca dos seus efeitos. Afinal, ao contribuir para o fortalecimento dos fios, a biotina atua no combate à calvície, mas os seus benefícios não abrangem, por exemplo, a queda de cabelo desencadeada por fatores não associados à deficiência de vitaminas, como a alopecia androgênica.

Por isso mesmo, ao primeiro sinal de queda dos fios, o melhor a fazer é agendar uma consulta com o dermatologista. Somente por meio da minuciosa avaliação de cada quadro será possível indicar o tratamento mais efetivo para cada paciente, atendendo às suas necessidades e conquistando resultados que sejam

24 receitas de suco verde para adicionar ao seu cardápio

24 receitas de suco verde para adicionar ao seu cardápio

Esse tipo de bebida é indicado para todo mundo, especialmente para quem busca uma reeducação alimentar e melhorar a saúde em geral

Cada vez mais as pessoas têm se preocupado em seguir hábitos mais saudáveis. E quando o assunto é alimentação, vira e mexe surge uma novidade: é um alimento que faz bem para saúde de forma geral; um chá que ajuda a emagrecer; um ingrediente que deve ser incluído no preparo dos pratos etc.

Tudo isso acaba deixando algumas pessoas na dúvida. Afinal, o que funciona mesmo? O que deve ser incluído no cardápio?

É fato que existem inúmeros alimentos poderosos, é consenso que saúde e boa alimentação caminham juntas. Porém, às vezes, alguns alimentos/ingredientes/bebidas apontados como “milagrosos” – especialmente quando o objetivo é perda de peso – ganham uma fama “exagerada”.

Mas, um tipo de bebida que já faz sucesso há um bom tempo e que, de fato, merece todo destaque é o chamado suco verde. E se você tinha dúvidas sobre isso, vai adorar saber um pouco mais sobre ele e, principalmente, conferir deliciosas receitas para fazer em casa!

Afinal, o que é o suco verde?

FOTO: GETTY IMAGES

“O suco verde não é apenas uma moda e nem parte de um tratamento milagroso, ele é uma preparação com propriedades específicas, envolvendo os conceitos da nutrigenômica – que têm como finalidade promover a renovação do funcionamento fisiológico do aparelho digestivo, aumentando a vitalidade e a energia, melhorando a circulação, reforçando as defesas do organismo e retardando o processo de envelhecimento”, destaca Karyna Pugliese, nutricionista da equipe Noiva em Forma.

Leia também: Gelo saborizado deixa as bebidas mais bonitas e gostosas

“Fontes de fibras, vitaminas, minerais, ricos em clorofila, ácidos fenólicos, glicosídeos e flavonóides, os sucos verdes agem como potentes catalisadores da eliminação de toxinas e possuem o objetivo de fornecer ao organismo muitos nutrientes, ativando o metabolismo e auxiliando os órgãos como um todo”, explica a nutricionista Karyna.

Thaianna Velasco, nutricionista funcional da Clínica Helena Costa, no Rio de Janeiro, ressalta que os sucos verdes são aqueles que misturam folhas verde-escuras com frutas e outros alimentos considerados funcionais. “Como esse tipo de suco concentra alimentos de alto valor nutricional, esses alimentos, juntos, formam uma bebida riquíssima em vitaminas, minerais e antioxidantes, capaz de trazer inúmeros benefícios à saúde”, diz.

24 sugestões de suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Com certeza vale a pena incluir o suco verde na sua dieta e abaixo você confere boas receitas e dicas para isso!

1. Suco verde de couve com limão: ½ limão + 1 folha de couve + 200 ml de água. Coloque o suco do limão juntamente com a folha de couve no liquidificador e vá acrescentando água ao poucos. Quando o suco estiver numa textura e cor uniforme, estará pronto.

2. Suco verde tradicional: 2 laranjas + 3 folhas de couve + 1 pedacinho de gengibre + 1 litro de água. Descasque as laranjas, corte-as em pedaços, tirando as sementes; coloque no liquidificador junto com as folhas de couve bem lavadas e com talo. Acrescente o gengibre e a água. Bata tudo. Coe só se necessário.

Leia também: 10 sucos com poderes medicinais

3. Suco de couve com maçã: 2 maçãs + 2 folhas de couve + ½ limão + 200 ml de água. Corte as maçãs ao meio e retire suas sementes, colocando no liquidificador com os demais ingredientes. Coe só se necessário.

4. Suco verde de abacaxi e pepino: 1 fatia média de abacaxi + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Coloque todos os itens no liquidificador e depois bata bem para não precisar coar.

5. Suco de maçã verde e couve: 1 maçã verde + 1 folha de couve grande + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Coloque todos os itens no liquidificador e depois bata bem para não precisar coar.

6. Suco verde diurético (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 folha grande de brócolis + 1/2 limão inteiro (polpa e casca) + 1/2 pepino japonês com casca, cortado em pedaços + 1 talo de salsão + 1 fatia grande de melão + 1 punhado de salsa + 200 ml de água de coco. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

7. Suco verde energizante (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 punhado de agrião + 1 cenoura pequena cortada em pedaços + 1 pedaço (2 cm) de gengibre + 1 colher (chá) de maca peruana + suco de 1 limão + 200 ml de suco de laranja. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

Leia também: O poder do suco rosa

8. Suco verde desintoxicante (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 folha de couve + 1 maçã média com casca e sem semente, cortada em pedaços + 1 talo de erva doce + 1 punhado de salsinha e hortelã + suco de 1/2 limão + 200 ml de água. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

9. Suco verde anti-inflamatório (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 xícara de chá de mix de folhas verde-escuras (exceto espinafre cru, pois é rico em oxalato) + 1 xícara (café) de Aloe Vera + 1 maçã com casca + 1 colher (sopa) de semente de linhaça dourada + 1 punhado de hortelã + 1 punhado de alecrim. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

10. Suco verde de caju: 1 polpa congelada de caju + 1 folha grande de couve + 1 pequeno punhado de salsão + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

11. Suco verde de pera com salsinha (receita da Dra. Carla Cotta): Primeiramente prepare cubos de salsinha (bata 1 molho de salsinha com 500 ml ou mais de água alcalina ou água de coco natural no liquidificador até ficar uma água bem verdinha. Leve sem coar para preencher a forma de gelo e congele por no máximo uma semana). Para o suco use 2 a 3 pedras de cubos de salsinha + 1 pera com casca e sem caroços + 6 folhas de hortelã + 1 lasca de gengibre fresco ou cúrcuma fresca sem casca + 200 ml de água filtrada e alcalina ou água de coco natural. Bata no liquidificador todos os ingredientes até que todos incorporem e tome em seguida.

12. Suco verde com pêssego: 1 polpa congelada de pêssego + 1 folha grande de couve + 1 colher (chá) de salsinha + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

Leia também: Suco de couve: por que acrescentá-lo à sua dieta?

13. Suco verde com acerola: 1 polpa congelada de acerola + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

14. Suco verde com maracujá e clorofila (receita da Dr. Thaianna Velasco): ½ maracujá + 100ml de água de coco + 1 maçã + clorofila congelada. Bata no liquidificador.

15. Suco verde com melancia e morango (receita da Dr. Thaianna Velasco): 2 ramos de hortelã + 1 fatia de melancia + 4 morangos + 1 pedaço de gengibre (pequeno) + 1 pitada de canela. Bata no liquidificador ou na centrífuga.

16. Suco verde com espinafre e blueberry (receita da Dr. Thaianna Velasco): Cubos (de gelo) de couve e espinafre + 150 ml de água de coco + blueberry + 1 colher de chia. Bata no liquidificador.

17. Suco verde com limão siciliano (receita da Dr. Thaianna Velasco): 2 folhas de couve + 1 maçã + 1 limão siciliano + 1 pedaço pequeno de raiz gengibre. Centrifugar. Acrescentar ao copo depois de pronto uma colher de sopa de linhaça ou farinha de banana verde.

18. Suco verde com kiwi: 1 kiwi + 1 folha grande couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 3 folhinhas de hortelã fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

19. Suco verde com brócolis: suco de 1 limão + 2/3 xícara (chá) de brócolis + 3 folhinhas de hortelã fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

20. Suco verde com maracujá: 1 maracujá + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Faça primeiro um suco com a água de coco (ou água) e o maracujá, depois bata com os demais ingredientes e tente beber sem coar.

21. Suco verde com melão: 1 fatia média de melão + 2/3 xícara (chá) de agrião + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

22. Suco de maçã com pepino: 1 maçã + 1 folha de couve + 1/2 pepino japonês + 1 fatia fina de gengibre + 1 colher (chá) de chia + 400 ml de água de coco. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

23. Suco verde desintoxicante com melancia: 2 fatias grossas de melancia + 1 maço pequeno de salsinha + 2 maçãs + 2 talos de salsão com as folhas + 3 talos de erva doce + 1 cenoura + 2 laranjas + 2 folhas de couve +1 pepino inteiro. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. Coe só se necessário.

24. Suco verde com frutas vermelhas: 1 folha de couve + 1 xícara e meia de frutas vermelhas (morango, framboesa, amora) + 150 ml de suco de laranja + 1 punhado de folhas de hortelã. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

Vale destacar que essas são apenas algumas das muitas receitas de suco verde que você pode fazer! Escolhendo bons ingredientes é possível criar sucos deliciosos e supersaudáveis!

Benefícios do suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Carla Cotta, nutricionista funcional da Clínica Essendi no Rio de Janeiro, explica que as vitaminas e minerais presentes na combinação de frutas e vegetais verde-escuros proporcionam saciedade e vitalidade. “O benefício está relacionado ao potencial alcalino dos vegetais verde-escuros e às vitaminas e minerais como magnésio e cálcio, presentes nas frutas e vegetais, com excelente ‘biodisponibilidade’ para nutrição celular”, diz.

Karyna destaca como principais benefícios do suco verde:

É detoxificante;
É antioxidante;
É anti-inflamatório;
É termogênico;
Fortalece o sistema imunológico;
Auxilia no tratamento da anemia;
Auxilia o sistema cardiovascular;
Auxilia o processo de emagrecimento;
Promove funcionamento intestinal;
É rejuvenescedor;
É hidratante;
É energético e tonificante;
Previne doenças.
O que não pode faltar na receita?

FOTO: GETTY IMAGES

Thaianna destaca que o suco verde precisa conter folhas verde-escuras como, por exemplo, couve, salsa, espinafre, clorofila, hortelã.

Leia também: suco verde funciona

Karyna fala abaixo sobre “superalimentos” que fazem toda a diferença no suco verde:

Folhas Verdes: possuem magnésio, mineral, têm participação na contração e relaxamento muscular, funcionamento de certas enzimas do organismo, produção e transporte de energia e produção de proteínas e auxiliam no aumento do hormônio adiponectina responsável pela saciedade. “Possuem ferro não heme, que faz transporte de oxigênio e regulação do crescimento e diferenciação celular. Nitrato que ativam a contratabilidade gástrica e relaxamento muscular, possui ação antioxidante, auxilia na fluidificação do sangue e agregação plaqueta ria, auxilia na purificação e função do fígado”, acrescenta a nutricionista Karyna.

Leia também: Phytophen bula

Gengibre: Raiz usada na culinária e na medicina, é reconhecida por ser um alimento termogênico, capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal. “Possui ação bactericida, desintoxicante, melhorando o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. O gengibre também ameniza náuseas. Age diretamente no fígado auxiliando na limpeza e metabolização dos nutrientes”, acrescenta Karyna.

Leia também: Kifina bula

Maçã: Fruta rica em pectina que auxilia na saciedade, gelificação intragástrica e equilibra colesterol. “Possui ainda inulina, um potente parabiótico (alimento para as boas bactérias do intestino)”, diz a nutricionista Karyna.

Leia também: Farinha seca barriga bula

Limão: Excelente fonte de vitamina C, auxilia a manter o pH gástrico evitando a acidez metabólica, “além de ter uma ação antioxidante potente, que fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento precoce, bloqueia radicais livres, oferecendo assim proteção contra o câncer e demais doenças”, explica Karyna.

Suco verde: coar ou não coar?
A nutricionista Thaianna explica que, para se aproveitar todos os benefícios do suco verde e ainda diminuir o índice glicêmico, o ideal é que ele não seja coado. ”Porém, pessoas com o intestino com tendência a ser solto podem diminuir a quantidade de fibras coando o suco”, diz.

Uma dica importante é sempre bater bem os ingredientes no liquidificador para não ter a necessidade de coar o suco.

Como consumir o suco verde?

FOTO: GETTY IMAGES

Karyna explica que um copo de 300 ml de suco verde é uma quantidade satisfatória para ser consumida por dia. “O consumo deve ocorrer até 10 minutos após o preparo e, preferencialmente, em jejum. Dessa forma, possui menor chance de oxidar e estimula a decodificação do fígado, eliminando as toxinas e excessos acumulados, ajudando a acelerar o metabolismo e preparando o organismo para receber os nutrientes do dia. Depois é recomendado aguardar entre 15 a 30 minutos para a próxima refeição”, diz.

Thaianna destaca que em jejum e pela manhã é o melhor horário para se tomar o suco verde. Mas isso não quer dizer que ele não possa ser tomado em outro horário. “Em jejum, os benefícios são apenas potencializados”, diz.

A nutricionista Thaianna destaca que não se deve tomar o suco verde junto com as principais refeições. “Isso porque, durante a alimentação, precisamos de acidez para uma boa digestão e o suco verde é altamente alcalino, alterando a acidez necessária para esse momento”, explica.

Para quem é indicado o suco verde?
Thaianna explica que o suco verde é indicado para todas as pessoas, principalmente para quem busca uma reeducação alimentar e melhorar a saúde intestinal e a saúde em geral.

A nutricionista Carla ressalta que esse tipo de suco é indicado para saúde óssea, vitalidade, em alguns casos de anemia e no processo de destoxificação – já que a couve e outros vegetais verde-escuros favorecem a eliminação de toxinas no fígado principalmente.

Dicas para facilitar o preparo e consumo do suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Com a correria do dia a dia muita gente comenta que não tem tempo para preparar seu suco verde. Porém, algumas dicas podem ajudar neste sentido. Confira:

1. Faça o suco verde congelado

Karyna destaca que o suco verde congelado é um facilitador para quem deseja consumi-lo, mas não tem tempo de prepará-lo diariamente. “O ideal seria prepará-lo a cada três dias”, diz. Anote a receita:

1 maço de folhas de couve manteiga
3 maçãs
1 abacaxi inteiro (sem casca)
1 gengibre inteiro pequeno (sem casca)
3 talos de salsão ou erva doce
1 maço de salsas
1 maço de hortelãs
Água mineral o quanto baste.
Modo de preparo: bata tudo no liquidificador até formar uma pasta grossa, coloque em forminhas de gelo ou direto em garrafas de 200 ml e congele rapidamente para não oxidar. Retire na noite anterior mantendo em geladeira. No dia seguinte adicione 150 ml de água ou água de coco.

2. Faça gelos de couve

Quando você compra um maço de couves, geralmente não o usa por inteiro. Uma dica ótima para conservar as folhas e também para facilitar o preparo dos seus sucos é transformá-las em gelo.

Coloque as folhas no liquidificador com uma quantidade pequena de água (somente para conseguir bater). Transfira o conteúdo para a bandeja de gelo. Depois, é só usar as pedrinhas de gelo de couve para fazer seu suco verde.

3. Corte os alimentos na noite anterior

Para agilizar o preparo do suco, você pode deixar frutas e legumes já higienizados e cortados em cubinhos na geladeira na noite anterior.

Mas, o ideal, de acordo com a nutricionista Carla, para que se evite perda de vitaminas, como a vitamina C que é muito sensível, é que o preparo seja feito na hora do consumo, evitando também a oxidação de nutrientes. “Os métodos que preservam mais os nutrientes são os que usam prensagem a frio. Dica: usar água alcalina, preferencialmente, para preparar os cubinhos de couve ou vegetais verde-escuros e deixar congelado por no máximo uma semana”, finaliza.

Por fim, uma dica preciosa é sempre variar a receita! Experimente várias combinações de suco verde até mesmo para não enjoar e conseguir manter uma rotina de tomá-lo. Troque as frutas, acrescente água de coco em uma ou outra receita, experimente acrescentar especiarias… Tudo é válido!

2 posições para dar um orgasmo a uma mulher quase instantaneamente … E a explicação para fazê-lo viver sensações inesquecíveis!

Algumas mulheres têm dificuldade em atingir o orgasmo. De fato, há até mesmo o suficiente para estar neste caso. Na maioria das vezes, sentem grande prazer durante o ato, mas … nunca chegam ao fim de seu prazer. Claro, você não pode obter um orgasmo a cada vez. Mas quando sabemos que muitas mulheres reclamam que nunca conseguiram atingir o orgasmo durante suas vidas, temos o direito de achar que é uma pena … 

E o problema não vem delas. Não vem da falta de vigor do parceiro. Na verdade, o problema geralmente vem do método, da maneira como é feito. Com estas 5 pequenas dicas, eles devem ter alguns elementos para praticar com seu parceiro e tentar finalmente alcançar o sétimo céu. Mas essas dicas também são válidas para outras pessoas, que podem encontrar dicas para melhorar ainda mais a frequência e intensidade de seus orgasmos! 

Aconteça o que acontecer, especialmente, não coloque pressão sobre si mesmo, porque essa é uma das coisas que podem roubar o seu prazer: Na cama, estamos aqui para nos divertir, não para nos apresentar. Ah sim, e … proteja-se!

1. Técnica do alinhamento do coito:
Como fazer:
Comece na posição do missionário, a mulher nas costas e seu parceiro colocado acima, entre as pernas. A partir daí, ele se posicionará carregando seu corpo para cima, de modo que sua pélvis fique ligeiramente mais alta em comparação com a da mulher do que no caso do missionário clássico. Em vez de tentar ir e voltar com o pênis, ele terá que se concentrar mais em esfregar contra a pélvis do parceiro … 

Por que funciona:
Apesar do nome que o torna muito “manual técnico”, esta é uma posição excepcionalmente agradável para a grande maioria das mulheres. Ao modificar ligeiramente o alinhamento das duas bacias, você permite que os ossos do púbis do homem venham esfregar contra o clitóris da mulher, o que permite dar um estímulo direto durante todo o coito de estimulação que muitas mulheres precisa chegar ao orgasmo. Esta é uma posição muito boa para homens que querem estimular o clitóris do parceiro durante o ato, mas que têm dificuldade em coordenar as carícias realizadas com as mãos com o resto do movimento. É também uma excelente posição para todas as mulheres tímidas que não querem tentar toneladas e toneladas de posições, porque é extremamente fácil passar para esta posição de um missionário tradicional. E, mais geralmente, é uma posição que proporciona muita diversão, sendo ao mesmo tempo íntima, fácil e sem dor de cabeça.

Variações:
Para um contato ainda mais intenso, ela pode optar por usar a mão para espalhar os lábios, para que seu corpo esfregue diretamente contra o clitóris; Você também pode colocar um travesseiro sob os quadris para melhorar o ângulo. Uma pequena gota de gel lubrificante aplicado ao clitóris também pode criar uma sensação ainda mais escorregadia e agradável, para ir direto ao sétimo céu.

2. O estilo cachorrinho
Como fazer:
Uma das posições fetichistas dos homens, de acordo com todas as pesquisas. O cachorrinho é um clássico, e a boa notícia é que a natureza é bem feita: também pode proporcionar muito prazer à mulher e é uma das posições que podem facilmente levar ao orgasmo … Se é bom realizada. De fato, o homem deve, idealmente, se certificar de que seu pênis venha a esfregar-se contra o ponto G. A mulher não deve permanecer inativa, pode seguir o movimento, mover os quadris ou empurrá-la para trás. 

Por que funciona?
O estilo cachorrinho é uma posição perfeita para obter uma penetração profunda. As mulheres que são adeptas da estimulação vaginal e da penetração irão beneficiar da intensidade desta posição e da estimulação directa do ponto G. Para aqueles que precisam de estimulação clitoriana para atingir o orgasmo, é extremamente fácil usar a mão dele ou um sextoy nesta posição … 

Variantes:
A mulher pode se abaixar um pouco, apoiando-se nos cotovelos, para mudar o ângulo de penetração. Ela pode usar uma mão para esfregar e acariciar seu clitóris, ou o homem pode fazê-lo passando o braço ao redor dela para alcançar o clitóris de seus dedos. Outra variante é que o homem está de pé ao lado da cama, enquanto a mulher está de quatro na cama. A cama deve estar a uma certa altura para que isso seja possível, mas o homem será capaz de penetrar seu parceiro com muito mais força e intensidade se estiver de pé. Outra opção para a mulher é diminuir lentamente para ficar com a barriga na cama e as nádegas no ar. O homem pode vir agachado ou deitar-se em cima dela.

Resenha Gel Massageador Redutor de Medidas Corps

Resenha Gel Massageador Redutor de Medidas Corps

Oi genteeeee!!!
A resenha de hoje é sobre um produto que eu jamais imaginei que iria usar, pois nunca acreditei que esses produtos usados pra reduzir gordura localizada funcionassem de fato. A questão é que quando eu engordo, a gordura fica acumulada somente na barriga/abdome, e isso incomoda bastante, pois depois de uma certa idade vai se tornando cada vez mais difícil eliminá-la e por conta disso comecei a pesquisar sobre esses géis redutores de medidas e cheguei ao gel da Hinode.

Leia também: Phytophen funciona

“Informações do fabricante: Gel especialmente desenvolvido para auxiliar a queima de gordura localizada.
Contém: mentol de ação refrescante, Cânfora de ação cicatrizante e calmante, Propilenoglicol de ação hidratante, Com eficácia comprovada para combater a celulite.
Benefícios: Melhora a vasodilatação periférica e ativa a drenagem das toxinas, devido a combinação da cânfora e do mentol, auxilia na firmeza dos tecidos da pele graças a ação da crioterapia, melhorando a flacidez e a gordura localizada.
É de fácil espalhabilidade, ideal para trabalhos estéticos no combate a gordura localizada, remodelação corporal e principalmente quando se faz o trabalho da lipo redutora manual.

Leia também: Womax Gel Lipo anvisa

Crioterapia é um tratamento feito a frio com gel massageador, que provoca uma vasodilatação superficial, combatendo a flacidez e a gordura localizada, ao mesmo tempo em que relaxa a temperatura da pele para manter o equilíbrio térmico. O organismo reage produzindo calor, que resulta na queima de gordura localizada. Na região tratada, o gel massageador auxilia atenuando os efeitos da celulite.

Leia também: Kifina funciona
A eficácia do produto foi avaliada clinicamente e demonstrou melhora em todos os itens avaliados relacionados a Lipodistrofia ginoide (celulite).
Aplicação e recomendações especiais: Aplicar uma fina camada do Gel massageador, aguardar alguns segundos e reaplicar
Massagem: Na parte abdominal aplicar o produto levemente em movimentos circulares e nas coxas e nos braços, massagear levemente de cima para baixo e de baixo para cima.
deixar agir por mais ou menos 30 minutos.
Para obter um melhor resultado o produto deve ser usado com regularidade.
Recomenda-se, após a aplicação, fazer exercícios físicos ou caminhar.”

Leia também: Farinha seca barriga funciona

O que eu achei: A textura é de gel (óbvio né), de cor azulada (poderá manchar roupas), tem um cheiro forte de cânfora, a sensação após a aplicação é bem gelada e refrescante, a embalagem é normal e vem com 500g do produto (Ótimo) e custa em média R$ 50,00, um dos mais baratos que encontrei com boas recomendações.
Agora vem o mais importante, se fez ou não efeito:
Sim, o efeito foi assustador de tão bom, em tão pouco tempo, apenas dez dias! Lógico que eu tive que fazer dieta e me exercitar um pouco para atingir os resultados que obtive. Ainda sim, creio quê o que mais auxiliou foi a maneira que eu escolhi para aplicar o produto, infelizmente foi da forma mais trabalhosa, porém foi a melhor forma que eu encontrei pra atingir bons resultados em tão pouco tempo, vejam abaixo (desculpe a qualidade da 1ª foto):

O short se quer dava pra abotoar os botões e após 10 dias abotoou direitinho. Amei o resultado e vou ensinar como eu aplicava o produto: após o banho, eu fazia auto massagem modeladora com o gel por no mínimo 30 minutos, após a massagem enrolava o local com papel filme de cozinha mesmo (umas 5 voltas) e por cima do papel filme, enrolava ataduras, ou seja, fazia uma bandagem após a massagem, daí eu dormia e fazia o que dava pra fazer deixando a bandagem o máximo de tempo possível, depois é só tirar e tomar banho normalmente, e repetir esse processo, em média, pelo menos 3x por semana. O resultado é rápido, mas depende de cada organismo. Para ver como se faz a auto massagem modeladora, utilizei alguns vídeos, são os que eu mais e indico para quem está começando, basta clicar nos links abaixo:

Auto massagem modeladora da Vanessa Cardoso
Auto massagem modeladora do Dicas da Dedessa
Auto massagem modeladora da Vanessa CardosoII
Auto massagem modeladora da Profª Magda

Enfim, você pode fazer do jeito que preferir, se quiser, vale usar cinta modeladora, não é confortável mas depende de cada um. Também, vale a pena desembolsar um valor e pagar um profissional para executar a massagem, ficará em torno de R$ 150,00 e obviamente o resultado vai ser melhor!
Daí você me perguntaria:

1 – E O RESULTADO É PERMANENTE OU TEMPORÁRIO?
Olha só, o resultado é temporário, mas dependendo do quanto você se empenhe, o tempo de duração dos efeitos vai aumentando gradativamente e vai se mantendo, caso você consiga manter uma boa alimentação, pratique exercícios físicos (mesmo que seja pouco como eu) e mantenha as massagens com o produto. Vale a pena gente, só requer um pouco de sacrifício que você pode fazer!!

2 – FUNCIONA PARA CELULITE E ESTRIA?
Quando eu apliquei foi com o intuito de eliminar gordura na região abdominal, não pra estrias ou celulites. Contudo, conforme a gordura ia sendo eliminada não ficaram marcas de celulites na pele!

Gel Redutor de Medidas: funciona mesmo?

Gel Redutor de Medidas: funciona mesmo?

Gel redutor de medidas funciona mesmo? Confira como funciona e como age no corpo!

Uma das maiores preocupações das mulheres hoje em dia é com as formas do corpo. E muita gente não sabe como atingir esse objetivo, ficando frustrada e triste. No artigo de hoje vamos explicar um pouco sobre como funcionam os cremes ou cosméticos que alegam reduzir as medidas. O mais famoso com certeza é o gel redutor de medidas, mas é interessante entender como agem no corpo e até mesmo qual marca escolher e onde comprar. Acompanhe conosco.

Gel Redutor de Medidas – como funciona?

Embora existam várias marcas e princípios ativos, sua ação é sempre muito parecida. Eles normalmente tem efeito termoativo, promovendo a dissolução de gordura localizada e estimulante que evita o acumulo nas células de gorduras, conhecidas como adipócitos. Outra funcionalidade interessante é que promovem a queima de gordura em qualquer situação, seja em atividades físicas, trabalhando, descansando.

Leia também: Womax Gel Lipo funciona

Alguns deles também fornecem nutrientes da pele que hidrata e suaviza. Você pode aplicar o Gel Redutor de Medidas Siluet 40 Genomma 200ml antes do exercício, em áreas como o abdômen, coxas e nádegas.

Leia também: Kifina é bom

Gel Lipo Redux –
O Lipo Redux é gel redutor e um ótimo aliado do seu corpo. Com uma fórmula incrível, foi desenvolvido a partir de poderosos termogênicos e vasodilatadores que auxiliam também na circulação sanguínea. Dessa forma, você consegue ter aquele corpo dos sonhos. Ingredientes Ativos do Lipo Redux como o óleo de cravo, canela Cassia e Piper Nigrum Oil atua como vasodilatador e ajuda no aumento da circulação sanguínea na área aplicada. Aumento da circulação sanguínea aumenta o metabolismo do corpo que ajuda na mobilização de gordura armazenada e lipólise.

Áreas como Barriga, Quadris, Coxas, Queixo Duplo, Braços, Pegas de Amor, etc. são áreas importantes onde a gordura é depositada devido a vários Desequilíbrios Hormonais. Massagem com Lipo redux ajuda a alcançar esses bolsos de gordura e destruir as células de gordura dando pele brilhante e tonificada.

Leia também: Phytophen é bom

Onde comprar mais barato?
No site oficial você compra pelo menor preço, clique e confira:

Quais seus benefícios?
São benefícios diretos associados ao seu uso:

Reduz Estrias e Celulites: Age de modo direto na diminuição de atitudes e celulites, por sua atuação vasodilatadora melhorando a circulação sanguínea no local dado
Diminuição de até 15 cm no primeiro mês: Elimina as toxinas prejudiciais ao seu corpo e ao emagrecimento.
Drenagem Linfática: Ter os mesmos efeitos de uma drenagem linfática, contribuindo a eliminar as toxinas do corpo por abarcar cânfora.
Reduz Inchaço: Reduz os incômodos inchaços no corpo, o que faz com que você ganhe uma abdômen mais definida.

Desconto para nossos Leitores
Sabendo da nossa matéria informativa, o fabricante do Lipo Redux forneceu descontos para nossos leitores. Para ganhá-lo, basta comprar o produto através do botão abaixo, automaticamente já será aplicado o desconto. Mas não perca tempo, existem poucas unidades em estoque!

Curso de Informática Avançada com Certificado Válido em todo Brasil

Curso de Informática Avançada com Certificado Válido em todo Brasil

Nossos cursos são de nível básico, livres, são cursos destinados ao aprimoramento profissional. Não são considerados cursos de nível superior (graduação, extensão, pós-graduação). Por sermos Cursos Livres, não possuímos vínculo algum com o MEC.

CURSOS GRATUITOS / CARGA HORÁRIA DE 8 A 160 HORAS
O Curso é totalmente On-line, o aluno estuda em casa. Quando desejar, ele faz uma avaliação de Múltipla Escolha contendo 10 questões e precisa de alcançar média 6,0. Aprovado, ele poderá solicitar o Certificado do Curso.

O aluno pode se inscrever em vários cursos ao mesmo tempo. Existe apenas uma taxa de R$ 79.9 para a confecção e envio postal do certificado que será enviado na modalidade de carta registrada. Os certificados com carga horária de 8 a 160 horas. A Solicitação do Certificado é opcional e não impedirá o aluno de estudar gratuitamente.

Leia também: o que é Fórmula negócio online

Descrição do Curso
Estude o curso de Informática Avançada Grátis com certificado válido em todo Brasil. Curso grátis online de Informática Avançada
Resumo Informativo
Hoje com a tecnologia sendo inerente a tudo que fazemos e vivemos, o mundo conectando-se a todo instante, ter o conhecimento básico de como utilizar um computador é fundamental. A informatização está presente em praticamente todos os setores da vida moderna. A tecnologia e a internet estão cada vez mais presentes (e necessárias) na vida de todo mundo.
MATRICULAR AGORA
Metodologia de Ensino
Este Curso é aplicado totalmente Online, o aluno estudará em casa através de apostilas. Quando sentir se apto, ele fará uma avaliação de Múltipla Escolha contendo 10 questões e para ser aprovado precisará de alcançar média 6,0. Após aprovado, ele poderá solicitar seu Certificado.
Vantagens
Certificado por e-mail em 10 Minutos após confirmação do pagamento;
Estude sem sair de casa;
Material de Estudo em Apostilas;
O Aluno pode informar a quantidade de horas que necessita de 8 até 160 horas;
Este certificado será a chave para seu futuro;
Certificado Válido em Todo Brasil;
Objetivo do Curso
Promover o estudo sobre a importância de novas tecnologias. Apresentar soluções com o uso de novas tecnologias da informação. Implementar recursos para o desenvolvimento tecnológico informatizado. Reconhecer a importância da informatização em nosso dia a dia.

O que é colágeno? para que serve e porque é importante?

O que é colágeno? para que serve e porque é importante?

O que é colágeno, para que serve e porque é importante? Descubra!
O que é colágeno? – como já dissemos, é uma proteína que o nosso próprio organismo produz caso algumas substâncias como a vitamina C estejam presentes. Existem diversos tipos de colágeno — do tipo I ao tipo XII — e ele está presente em praticamente tudo no nosso corpo. É a proteína mais abundante no ser humano e representa mais de 30% do total de proteínas.

Você certamente já ouviu falar sobre colágeno e como ele ajuda nos tratamentos de beleza. Mas você sabe o que é colágeno e de onde ele vem? Como ele age no nosso organismo? Por que precisamos dele? Vamos agora falar um pouco mais sobre essa proteína tão famosa e todos os benefícios que ela oferece!

O que é colágeno?
O colágeno é uma proteína de rápida absorção e pode ser encontrada naturalmente no organismo. Ele ainda contribui para a elasticidade e resistência da pele, para a saúde das unhas e cabelos e é responsável por constituir as fibras que sustentam os tecidos do corpo — como ossos, músculos, tendões e articulações.

Cada atividade desta proteína é estabelecida por diferentes tipos de colágeno. Todos participam da formação de alguma parte do nosso corpo. O colágeno tipo I, por exemplo, faz parte da constituição dos tendões e do tecido conjuntivo frouxo e denso. Os colágenos do tipo X, XI e XII, por sua vez, participam da formação da cartilagem.

Para que serve o colágeno?
Basicamente, o colágeno ajuda a promover maior elasticidade e resistência. Para que os movimentos do corpo ocorram, os tendões e ligamentos precisam ser flexíveis e, ao mesmo tempo, também resistentes.

Outra atuação do colágeno é nas cartilagens presentes entres as articulações: ele evita que os ossos batam uns nos outros e causem desgaste e dor. Já na área da estética, o colágeno é o grande responsável por deixar a nossa pele mais bonita, mais firme e com menos rugas.

A quantidade de colágeno na pele é a grande diferença entre o tecido epitelial de uma pessoa com 20 e de outra com 70 anos. Embora seja produzido naturalmente pelo organismo, quanto mais o tempo passa, menos colágeno fabricamos e, consequentemente, as linhas de expressão e a flacidez tendem a aparecer.

Afinal, a partir dos 30 anos, a produção de colágeno diminui e a sua carência começa a ser percebida. Por isso, é importante repor o colágeno não apenas por fatores estéticos, mas também pelo seu papel fundamental na locomoção e para o bom funcionamento das cartilagens.

O que é colágeno hidrolisado?
Atualmente, encontramos com frequência no mercado esse tipo de colágeno. O colágeno hidrolisado contém 20 tipos de aminoácidos, sais minerais e vitaminas — com destaque para a vitamina C. Esse tipo é em pó, ou seja, livre de qualquer tipo de água (hidrólise é a quebra de substâncias com perda de água).

No momento da fabricação, as indústrias conseguem deixar essa proteína em um tamanho mínimo, ideal para que o corpo consiga absorvê-lo rapidamente. A partir daí, ocorre o mesmo processo natural: o colágeno entra em contato com a água e passa a fazer parte da estrutura dos tecidos.

Quais são os outros tipos de colágeno existentes?
Os diferentes tipos de colágeno estão disponíveis em diversas formas para que a suplementação ocorra de maneira mais fácil e rápida — como em cápsula e em pó. Contudo, além do colágeno hidrolisado, existem outros tipos e cada um tem a sua função. Saiba mais:

Colágeno tipo I
É o mais comum de ser encontrado, principalmente em locais que recebe grandes tensões e precisam de mais resistências, como na cartilagem fibrosa, nos tendões, no tecido conjuntivo frouxo e denso, nos ossos, na derme e até mesmo na córnea. Ele sempre forma feixes e fibras de colágeno espessas, organizadas paralelamente.

Colágeno tipo II
Estruturalmente não é possível diferenciar o colágeno II do tipo I: ele também pode ser encontrado em regiões que resistem a maiores pressões, como na cartilagem hialina e elástica, nos olhos e nos discos intervertebrais.

Sua síntese ocorre no condrócitos — ou seja, nas células presentes no tecido cartilaginoso — e não produz feixes. Além disso, o tipo II do colágeno é mais indicado para o tratamento de artrose, pelo fato de que essa proteína ajuda a restabelecer a cartilagem das articulações.

Colágeno tipo III
Está presente no músculo liso e em abundância no tecido conjuntivo frouxo, constituindo as fibras reticulares. Também pode ser encontrado no endoneuro, na artéria aorta do coração, nas trabéculas dos órgãos hematopoieticos, nos pulmões, no fígado, no útero e nos músculos do intestino.

Colágeno tipo IV
Esse tipo está localizado na lâmina basal, nos rins, nos glomérulos e nas lentes da cápsula do cristalino. Ele não se associa nas fibras delgadas e muito pequenas, e tem a função de filtração e sustentação.

Colágeno tipo V
Pode ser associado ao tipo I, pois também está presente em regiões que recebe grandes tensões. Ele ainda é responsável por oferecer aos tecidos do corpo a possibilidade de esticar e resistir a diversos fatores. Pode ser encontrado no sangue, nos tendões, nos ossos, na placenta e também na pele.

Colágeno tipo VI
Está presente na maior parte dos tecidos conjuntivos, sendo encontrado na camada íntima da placenta, no sangue, na pele e nos discos intervertebrais.

Colágeno tipo VII
Encontra-se nas membranas e células corioamnióticas, na placenta e também na junção dermo-epitelial.

Colágeno tipo VIII
Está localizado nas células do endotélio — membrana epitelial que reveste a parte interior dos vasos sanguíneos.

Colágeno tipo IX
Esse tipo está associado ao colágeno do tipo II, já que pode ser encontrado na retina, nas córneas e na cartilagem, sendo um componente proteico dos órgãos. Sua função é manter as células juntas, oferecendo resistência às eventuais pressões.

Colágeno tipo X
O colágeno tipo X está localizado na zona das cartilagens hipertróficas, onde os condrócitos estão maiores, com citoplasma abundante em glicogênio.

Colágeno tipo XI
Esse tipo de colágeno é encontrado nos discos intervertebrais e interage com os tipos II e XI.

Colágeno tipo XII
Está associado com os tipos I e III, e pode ser localizado em regiões que recebe altas tensões — como nos ligamentos e tendões.

Leia também: Skin renov

Quais são os benefícios do colágeno?
Não é por acaso que essa substância se tornou tão popular. Além dos benefícios que o colágeno oferece para tendões, ligamentos e todo o sistema articular, ele também é ideal para as pessoas que têm problemas como artrite, artrose e osteoporose.

O colágeno hidrolisado reduz a perda da proteína e, assim, a patologia não avança rapidamente, reduzindo a dor e aumentando a mobilidade. Além disso, os diferentes tipos de colágeno proporcionam outros benefícios, tais como:

fortalece as unhas e os cabelos;
melhora o aspecto da pele, dando firmeza e hidratação;
ajuda no tratamento contra flacidez;
previne o envelhecimento precoce da pele;
evita e protege os desgastes das articulações;
auxilia no tratamento da osteoporose.
Quando devo utilizar colágeno?

Leia também: comprar Nutren Beauty

O colágeno é mais utilizado por mulheres com mais de 50 anos, mas não há uma regra. Como o nosso metabolismo começa a desacelerar depois dos 30 anos de idade, o ideal é iniciar a suplementação com a proteína a partir desse ponto.

Além disso, pessoas que não consomem colágeno em uma quantidade satisfatória no dia a dia também precisam inseri-lo como suplemento em sua dieta. Para descobrir se esse é seu caso, é interessante consultar um nutrólogo.

O colágeno é bastante útil para quem quer evitar estrias, pele flácida, problemas nas articulações e também nos ossos. Além disso, ele pode ser usado para evitar o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Quais são os alimentos que contêm colágeno?
Os alimentos proteicos, além de serem fontes de colágeno, ajudam a fornecer os aminoácidos essenciais para a constituição dessa proteína no corpo.

Dentre as opções que devem fazer parte do seu cardápio, estão: carnes vermelhas e brancas, geleia de mocotó, ovos, peixes, queijo tipo cottage, iogurte desnatado, frutas cítricas e vermelhas, castanhas, nozes, amêndoas, aveia e a soja.

Contudo, para aproveitar as proteínas disponíveis nesses alimentos, é essencial atentar para o modo de preparo, visto que esse é um fator que pode fazer com que as substâncias se percam. Para evitar que isso aconteça, vale a pena cozinhar os alimentos no vapor por um pequeno período e não armazená-los por muito tempo na geladeira.

Como comprar o colágeno?
É possível encontrar uma variedade de produtos à base dessa proteína, como os suplementos com colágeno tipo II, hidrolisado, em pó e em cápsulas — que normalmente são utilizados na prevenção e no controle de doenças.

Além disso, os cremes hidratantes também têm, em sua composição, os tipos de colágeno que proporcionam benefícios para os cabelos, para as unhas e para a pele. Ambos podem ser adquiridos em farmácias de manipulação e nas farmácias on-line com preços bastante acessíveis.

Quais são os principais mitos sobre o colágeno?
Para que você entenda mais sobre o colágeno, separamos uma lista com os principais mitos que cercam esse assunto. Acompanhe!

O colágeno engorda?
Mito. Essa proteína não contém quantidades suficientes de calorias para causar o ganho de peso.

O colágeno elimina as estrias e a flacidez?
Mito. Embora o consumo dessa proteína seja um aliado na prevenção da flacidez, da celulite e das estrias, proporcionando uma pequena melhora, ele não tem capacidade de eliminar os problemas já existentes.

A gelatina é rica em colágeno?
Mito. Apesar de levar a fama, a gelatina encontrada em supermercados, além de ser industrializada, é uma fonte pobre dessa proteína.

Vale ressaltar que, se o corpo já apresenta quantidades suficientes de colágeno, a suplementação não é indicada, pois o excesso eliminado pela urina também pode sobrecarregar os rins.

Por isso, antes de começar a fazer o uso dessa proteína, é fundamental consultar um médico ou um especialista em nutrição. Afinal, só esses profissionais podem orientar a necessidade da reposição de colágeno no seu organismo.